8 de janeiro de 2011

Reservatório do Carvalho

Durante a semana havia marcado um pedal pros lados de Mandirituba, pedal que acabou cancelado por um bom motivo: Visitar o reservatório do Carvalho. Tentamos visitar o reservatório meses atrás mas não eu certo, encontramos o portão fechado e descobrimos que teríamos que agendar um visita com o pessoal da Sanepar.
Dessa vez foi diferente, a sanepar abriu o reservatório para visitação nesse final de semana, o Mildo descobriu isso durante a semana e marcou uma visita. Sendo assim, combinamos de sair as 07:30h do Estação.
Ao todo estávamos em 12, Leandro, Daniel, Jopz, Beto, Thiago, Mildo, Rafael, Luquetta, Dutra, Adilson, Fabricio e Zé. O Adilson nos acompanhou algumas quadras apenas, pois iria pra São Francisco do Sul, e o Fabricio com o Zé encontramos na 277 na altura da Av. Rui Barbosa.
Paradinha pro café no pedágio e seguimos agora por estradas de terra.
Em pouco tempo chegamos na entrada para o reservatório, dessa vez não teve portão fechado. Fomos bem recebidos pelo pessoal do IAP, que nos deram informações sobre a região, indicaram os locais abertos a visitação, e logo seguimos para o reservatório, onde contamos com a presença de um monitor para informações.
O pessoal seguiu ainda a pé pra trilha da chaminé, mas eu e o Daniel resolvemos não ir e seguimos pro Morro do Canel, aonde almoçaríamos. O Fabricio também não fez a trilha e foi embora, tinha compromissos a tarde.
Em pouco tempo chegamos no Morro do Canal e fomos direto almoçar, a fome estava pegando. Comi 2 x-burguer, 1/2 bacia de batata frita com bacon, 1 gatorade e 1 coca. Após isso ficamos mais de uma hora esperando o pessoal chegar.
Voltamos a pedalar 15:00h, o trecho da volta foi um pouco mais lento, tivemos vários problemas com as bikes, pneus que furam, raios que afrouxam. O tempo estava ameaçando uma chuva bem forte, mas por sorte desviamos dela. Olhando pelas estradinhas deu pra perceber que a chuva foi bem forte. Seguimos pelo Caminho Trentino, passamos pela Colônia Santa Maria e quando chegamos na Av. Rui Barbosa o Zé se separou do grupo. O resto do pedal foi todo pelo asfalto, e mais uma vez cheguei na mesma conclusão, é muito chato pedalar na 277 (praias).
Chegando em Curitiba cada um tomou seu rumo, antes de chegar em casa passei em uma farmácia e comprei um potão de sorvete. Terminei o pedal 18h. Seguem alguns números:
Tempo de pedal: 04:54h
Velocidade Média: 18,8km/h
Distância: 92km
Máxima: 47,5km/h

3 comentários:

JR disse...

As minhas estão aqui:

http://picasaweb.google.com/jrdutra/ReservatorioDoCarvalho#

Jopz_B1B disse...

OPAZ, pedal muito bão, ótimas paisagens e divertido mesmo com a avalanche de problemas técnicos... a melhor foto é aquela da escada enferrujada, muito boa.

O meu relato vai pro ar ainda hoje depois que passar o efeito do rum que tomei na sobremessa do almoção de domingo.

VALEUZ,

JOPZ

daguvasco disse...

show de pedal.
E aquele sanduba e fritas estava otimo...
Até o proximo.
aquele