13 de junho de 2010

Lamenha Grande +Cantina da Nona + Trilha das Poças

Pedalzinho curto na região entre Almirante Tamandaré e Campo Magro. Saímos do passeio público 08:00h em sete: Leandro, Guilherme, Israel, Lyra, Luiz, Luqueta e Dutra.
Seguimos pela Mateus Leme, passamos o parque São Lourenço e subimos até o cemitério do Abranches, pegando a Prodócimo Lago na sequência. Nesse trecho o Israel teve o pneu traseiro furado. Mais adiante passamos pela Igreja de São Miguel a saimos na Justus Manfron, antes de começar a descida.
Durante a descida na Justus Manfron tinha um carro na nossa frente, e de uma hora pra outra o motorista parou. O Dutra vinha logo atrás de mim e não conseguiu parar, deu uma raspada no meu pneu traseiro e tomou um pacote. A roda traseira da bike dele chegou a soltar no tombo.
Terminando o asfalto seguimos até a Cantina da Nona, onde fizemos uma parada pro lanche. Enquanto comia comecei a ouvir alguns miados, alguém abandonou um filhote de gato ali. Até tentei uma maneira de trazer ele junto na mochila, pois estava tremendo de frio e ficando por ali até poderia ser atropelado por alguma moto ou jipe (perguntei pro atendente do lugar e ele disse que é comum abondonarem bichos ali), mas sem sucesso, no fim das contas o gato acabou ficando por lá mesmo.
Na saída da cantina foi a vez do meu pneu traseiro furar, troquei a câmara e seguimos pra trilha das poças. Já perto dela encontramos um uno capotado terminando de queimar, ainda tinha fogo no interior dele.
A trilha estava bacana, tinha lama mas estava pedalável, as bikes ficaram todas encardidas. Saindo da trilha pegamos um caminho por onde não havia passado ainda, ao invés de sair da vila e pegar o cerne, a estradinha segue por dentro da vila, passa por baixo do contorno e já sai na Manoel Ribas, bem melhor.
Nesse ponto o Luiz e o Israel seguiram na frente pois estavam com o alvará vencendo. Passamos ainda no Barigui pra tomar um caldo de cana, depois do caldo o Dutra e o Luqueta foram procurar uma cerveja, e mais adiante o Guilherme se distanciou e sumiu, voltei com o Lyra até o Josias e de lá desci pro centro.
Terminei o pedal 12:30h com 48km.

5 comentários:

Jopz disse...

KARAKOLES, inda bem que não conseguiu pegar o gatinho, pois estou convencido que era o GATO DA BRUXA DE BLAIR, já que teve pneus furados, quedas na descida e carros capotados e incendiados... A BRUXA ESTAVA SOLTA... ELA ESTAVA PROCURANDO O GATO E VC QUASE LEVOU EMBORA... FUJA LOKO

Luiz disse...

Muito boa a estradinha de Almirante Tamandaré! Ficou com saudades do gatinho ??

daguvasco disse...

Putz que show de pedal heon?
Eu estava de castigo rs, mentira, tive uns compromissos religiosos com o guri, nao tem jeito, as vezes de domingo nao tem como escapar...
Aquele

ceoprocha disse...

Pessoas como posso, um dia destes, fazer um pedal com vcs? abraço Carlos Rocha(ceoprocha)

Leandro Tagliari disse...

Carlos, me passa um email (esta no meu perfil) que te aviso sempre dos pedais.