19 de junho de 2010

Anhaia - Graciosa - Trilha do Alemão - D. Pedro

Após quase dois anos sem ir pra Morretes (dia 21 completaria 2 anos) nesse sábado fizemos um pedal pela região. Saímos de Curitiba ainda noite, 06:00h e seguimos pela 277, estávamos em quatro: Leandro, Guilherme, Jefferson e Rafael. No trevo do contorno encontramos com o Fabricio e seguimos direto até o pedágio, onde estava fazendo 7°C.
Tomamos um café e logo seguimos adiante, a estrada estava com pouco movimento, fizemos um pedal bem tranquilo.
Descemos pelo Anhaia, e já perto de Morretes um trem bloqueou a estradinha, ficamos um tempo esperando até que ele parou e conseguimos atravessar pelo meio dos vagões. Passamos pelo centro histórico de Morretes, paramos pra algumas fotos e logo seguimos adiante, parando em Porto de Cima num mercadinho e depois perto de São João pro Fabricio consertar um pneu furado.
Chegando em São João o Fabricio tomou um caminho diferente do nosso, seguiu pra Antonia. Na noite anterior ele trabalhou até as 04:00h e conseguiu dormir apenas uma hora, de Antonina voltaria de ônibus.
Chegando no Recanto Mãe Catira paramos pra lanchar, comemos alguns pastéis com coca e logo começamos a subir o paralelepípedo. Iniciamos a subida 11:00h, cheguei no final dela 12:35h, foi a melhor subida que já fiz. O Gassner já estava lá em cima esperando por nós a algum tempo, mesmo tendo um pneu furado durante a subida.
Quando estávamos no último mirante/quiosque já sentimos como estava o vento. Voltamos pela Trilha do Alemão, nesse trecho o Gassner teve mais dois furos. A trilha está com cara de estradinha. Chegando na Estrada D. Pedro o vento pegou de vez, pra mim foi o pior trecho do pedal, ventava muito e a fome começou a pegar. A sorte foi ter comprado aipim chips na graciosa, comi um pouco e melhorei. Chegando no contorno pegamos vento a favor, e com isso fizemos esse trecho mais rápido que o habitual, fizemos mais uma parada na Estrada do Encanamento pra mais alguns pastéis com coca e voltamos pro contorno.
Passamos ainda por um trecho do Caminho Trentino e chegamos na 277 com um vento contra absurdamente forte. Vim me arrastando pelo acostamento. Cheguei em casa 17:30h com 153.6km e média 18.1km/h.

7 comentários:

Renato disse...

Bom tempo e subida! Subi o morro do canal e o vento estava muito forte. Até comentei que que pegasse a estrada contra o vento iria soltar as tiras!

Jopz disse...

CARACOLES, 18 de média subindo a Graciosa pra mim é uma MARATONA, show de pedal. Eu fiquei por aqui trabaindo de sindico e limpando caixa dgua e já aviso que num vou aparecer no pedal de amanhã, então QUE SÃO PEDALINO os acompanhe.

ciclobits disse...

Wow... 1:35h de subida? e o gassner ainda fez mais rapido? vai ficar impossivel acompanhar vcs :-). Show de pedal pessoal!

Fabrício Souza disse...

Pena que eu estava muito mal (fraco das pernas) devido ao cansaço, ainda assim fechei 100km, mas valeu a companhia.

Anônimo disse...

Fiz o Pedal do Oito (Faxina + Bugre) e o vento pela Fazenda Thalia estava animal. Parabéns!

Abraços!
Rodrigo Stulzer
transpirando.com

du disse...

Boa! 153% de aproveitamento do lindo dia que estava. Parabéns!

Mildão disse...

aí é bunito!!!
derrubando as fronteiras novamente :D