21 de outubro de 2007

Anhaia, Morretes e Graciosa

No último sábado (20/10) fizemos um passeio tradicional: Morretes.
Nos encontramos 05:30h em frente ao Shopping Estação, Eu, Rafael, Rafael, Edson, Daniel, e Sérgio. Saímos por trás do jardim Botânico e pegamos a BR277 ainda escuro. Pedalamos até o cruzamento com a Av. Rui Barbos em São José dos Pinhais onde encontramos com o Renato. Aproveitei pra comprar um pacote de bolacha e seguímos pela escuridão, parando novamente só no pedágio pra tomar café e jogar um pouco de conversa fora. Com o estomago quente de café continuamos pela estrada, o tempo estava nublado, o asfalto molhado, e pouco movimento de carros e caminhões. Bem agradável pra pedalar.
Logo na início da descida tivemos os dois primeiros furos do dia, do Sérgio e do Daniel ao mesmo tempo. Paramos fora do acostamento para trocar a camara e continuamos a descida.
Em alguns trechos meu ciclo marcava 75km/h, mas não deu coragem de continuar olhando pra ele. Não demorou e chegamos no viaduto dos Padres, paramos alguns minutos pra tirar fotos e já entramos na estradinha do Anhaia. Descida bem violenta com curvas fechadas e cheia de pedras soltas. Na primeira curva passei reto e fui conseguir parar a bicicleta no meio do mato apenas. Todos desceram juntos, solta na reta e freia tudo que dá nas curvas, parei um momento pra tirar uma foto e comecei a sentir um cheiro estranho. Meu freio estava fedendo queimado, a impressão é que poderia fritar um bifé em cima dos discos rapidamente.
O trecho de descida acabou dando início a estradinha plana beirando o rio. Local muito bonito, não demorou e chegamos em Morretes 08:30h. Paramos na oficina de um amigo do Rafael para apertar um pedivela frouxo na bicicleta do Sérgio e continuamos até o centro de Morretes. Paradinha pra tirar foto e seguimos até Porto de Cima, onde o Rafael ia buscar a carretinha de cicloturismo. Ficamos um tempo no sítio da família do Edson descansando, brincando com o cachorro e nos preparando pra iniciar a subida.
Durante o trajeto, um caminhão quase nos arremessou longe da estrada, tirou uma fina do grupo e assustou todos.
O Sérgio e o Edson ficaram no sítio e mais tarde voltariam de carro.
A região é muito bonita, muito verde, muitas flores. Chegamos na Ponte de Ferro 11:00h. Paramos pra tomar banho de rio e comer um pastel, saímos da ponte 12:00h e enfrentamos muito calor na subida, a ausência de vento deixou o clima muito abafado, chegando a sentir falta de ar. Paramos algumas vezes durante a subida, pra beber água, tirar foto, e até pra descansar. Subi a uma média de 8km/h com picos de 12km/h em alguns trechos. Em um dos recantos um senhor gordo olhou pra nós e disse: "Mas de carro é tão mais fácil". Chegamos no último recanto 02:00h depois da saída da ponte de ferro. O cansaço já estava batendo, e ainda fatavam 60km até chegar em Casa, mas agora teria descidas.
Na volta entramos pela Trilha do Alemão, essa trilha é fantástica, sem palavras. São +-5km dentro da mata atlântica até acabar na Estrada D.Pedro, antiga estrada da Graciosa. Descemos bastante, mas em compensação subimos muito até alcançarmos o contorno leste.
Seguímos torrando no sol até o trevo com a BR277, paramos novamente no cruzamento com a Av. Rui Barbosa pra repor as energias, e descansar. O Renato seguiu pra São José e nós pra Curitiba. Chegando no viaduto da BR116 o Daniel teve mais um pneu furado. Arrumamos rapidamente e seguimos pro Centro.
Cheguei em casa 19:00h com 164km de pedal. Cansado, sujo, torrado pelo sol, mas muito feliz e com a sensação de missão cumprida.

Fotos tiradas pelo Rafael e as minhas em tamanho original, clique aqui.
Caminho no Google Earth clique aqui.
Caminho no Google Maps com as fotos referenciadas clique aqui.

Leandro

4 comentários:

Edu Dutra disse...

Simplesmente maravilhoso!!!

Rafael Sartori disse...

Vlw pelo convite e companhia de vcs. Foi muito bom!!

eros disse...

Parabéns pelo esforço. Aonde fica a entrada dessa "estradinha do Anhaia"? Não sabia que existia uma estrada nesse local. No google não dá para identificar. Grato.

Leandro disse...

Fica perto do viaduto dos padres. Tem uma casinha logo na entrada.

Teh