24 de junho de 2011

Morro da Palha

Feriado de Corpus Christi, aproveitamos a folga e fomos almoçar no Bar do Paulo, subindo o Morro da Palha antes. Saímos 09:00h da Havan Barigui em 7: Leandro, Daniel, Cristovão, Rafael, Richard, Thiago e Guilherme. Seguimos pela 277 até a Charlotte, onde saímos do asfalto e pegamos estradinhas de terra. Nesse trecho o Guilherme não acompanhou mais, pois estava com a fixa.
Seguimos pelas estradinhas passando pela Col. D. Pedro e Col. Figueiredo, saíndo na Estrada de Bateias, por onde seguimos pelo asfalto até chegar na Ouro Fino.
Após passarmos pela Ouro Fino pegamos um caminho que ainda não conheciamos, a idéia era cortar caminho e chegar no Morro da Palha por um caminho diferente, economizando distância e altimetria. O aminho é muito melhor que o que sempre fazíamos, bem tranquilo, algumas subidas e quando chegamos na trilha do Palha, já estamos praticamente na metade da subida. Nesse trecho o Daniel teve o primeiro furo no pneu dianteiro. Durante a subida do morro teve o segundo.
O caminho até o topo estava muito arenoso, e com isso acabei empurrando um bom trecho da subida. Já pra descer foi mais fácil, mesmo com toda areia e pedras consegui descer em cima da bike o trecho todo, inclusive nos trechos mais irregulares.
Almoçamos no Bar do Paulo, arroz, maionese, farofa e alcatra. A fome era tanta que ninguém lembrou de tirar foto da comida. Quando lembramos da foto, já não tinha mais comida. Enrolamos um pouco a saída e seguimos em direção à serrinha. No caminho até ela o Daniel furou o pneu novamente, e dessa vez o estrago foi maior, tivemos que improvisar um manchão na lateral do pneu porque estava rasgando. A serrinha estava be mseca, e com isso deu pra subir ela inteira no pedal. Na metade da subida furou o meu pneu dianteiro, mas como era subida acabei deixando pra arrumar só no final da subida, até ela acabar fui com o pneu vazio mesmo.
Com todos os imprevistos o horário acabou apertando, saímos do mirante da serrinha quando já era quase 17:00h. A preocupação era anoitecer e ainda estarmos longe, mas apertamos um pouco o ritmo e chegamos no canelinha em menos de 20 minutos.
No canelinha paramos pra mais um lanche e seguimos adiante, no mesmo ritmo apertado.
O trecho da volta foi super rápido, do canelinha até o asfalto foram apenas 12 minutos. O tempo total do canelinha até chegar em casa ficou em 01:19h com paradas. Com certeza mais um pedal bacana. O clima ajudou bastante, a ausência de lama facilitou as subidas, e a companhia do pessoal tornou o pedal mais divertido.
Números do pedal:
- Início: 08:05h.
- Término: 18:47h.
- Tempo pedalando: 05:42h.
- Distância: 91km.
- Média: 15,9km/h
- Máxima: 59,5km/h
- Problemas: 4 pneus furados.
- Gastos: R$17,95 (café + almoço + lanche).

3 comentários:

Elison Busanello disse...

Pena que eu tive de trabalhar, senão teria ido nesse pedal. Fui só uma vez, mas aquela alcatra do bar do Paulo é demais.


abraço
Busa

Michel Schanuel Girardi disse...

Bacana o blog! Gostei do visual do alto da serrinha com os morros no horizonte.

Parabéns galera!

Jopz_B1B disse...

OPAZ, que pedalzão divertido. O dia estava ótimo e aquela alcatra dá saudades... veja lá o teto de nuvens que aparece na terceira fotos (entre outras), enquanto vcs pedalavam embaixo delas, a gente estava acima das nuvens tomando café, depois coloco umas fotos no blog.

JOPZ