30 de agosto de 2009

São Luiz do Purunã: Estrada da Faxina + Toca da Onça + Cristo

Finalmente um pedal com mais de 100km, o destino dessa vez foi São Luiz do Purunã. Saímos 07:00h eu e o Sergio, passamos pelo Barigui e seguimos pela 277 sentido Campo Largo. Passamos frio e enfrentamos trechos de neblina na estrada, mas por pouco tempo, pois não demorou muito e o sol veio bem forte. Chegando em Campo Largo paramos pra tomar café da manha, tomei um café com leite e comi um bauru. O local é bem interessante pra esse tipo de parada, fica bem em frente a Igreja da Rondinha.
Em seguida fomos direto até a estrada de concreto da Itambé, pedalamos por ela um pequeno trecho e já entramos na Estrada da Faxina, região muito bonita.
Após várias subidas, algumas descidas, e muita paisagem bonita chegamos no Recanto Águas da Serra, onde fomos buscar informações de como chegar na Toca da Onça. O Recanto é muito bem cuidado e tem restaurante, vale a visita.
Na sequência achamos o caminho que nos indicaram pra toca, tivemos que atravessar um morro pra chegar nela, tanta subida valeu o esforço, o local é fantástico. A toca é uma gruta.
Voltamos pra Faxina, continuamos subindo e curtindo o visual da região.
A estrada termina em São Luiz do Purunã, onde paramos alguns minutos num banco estratégicamente colocado embaixo de uma grande árvore pra aproveitar a sombra. Passamos pelo mirante e fomos almoçar numa churrascaria na BR, bem ao lado do portal de São Luiz. Na última vez que almoçamos lá tinha rodizio, mas dessa vez não tinha, rodizio só aos domingos. Era só buffet, sorte que tinha bastante carne nele. O final da subida da faxina foi inteiro sonhando com um pedaço de costela.
De barriga quase explodindo seguimos em direção ao pedágio, só que num ritmo bem mais lento por causa do almoço. Chegando no pedágio paramos pro cafézinho e de lá fomos pro Cristo do Purunã. Com o céu sem nuvens e sol, a vista lá de cima estava muito boa. Tiramos algumas fotos no Cristo e em seguida fomos para o mirante logo atrás, descendo algumas trilhas e subindo algumas pedras.
Na volta, pouco antes de passarmos pela saída da Itambé, saímos da BR e pegamos uma estradinha pra ir pelo interior de Campo Largo, passamos por Itaqui, atravessamos a estrada de Balsa Nova e chegamos no centro de Campo Largo, que estava bem movimentado. Na saída de Campo Largo ainda paramos pra comer uma salada de frutas.
Na sequência entramos pela Estrada da Sereia e fomos por dentro até chegarmos na Colonia Rebouças. Na saída da colônia o Sérgio teve um furo no pneu dianteiro, enquanto ele consertava eu percebi que o meu pneu dianteiro tinha ganho alguns cortes, um deles de quase 1cm.
Chegando na Estrada do Mato Grosso pegamos um "atalho" pra chegar na 277 e voltar pro Barigui. A 277 estava bem movimentada e com trânsito parado próximo ao posto da Polícia Rodoviária.,a essa altura já estava noite. Chegando no Barigui ganhamos carona da Beth (esposa do Sérgio), na volta pra casa uma cara de bike gritou pra gente tirar as bikes de cima do carro e pedalar, senão só iriamos ganhar barriga desse jeito.
Ainda estou sem ciclo, então peguei os dados do gps do Sérgio:
- Início do pedal: 07:00h
- Término do pedal: 18:40h
- Tempo pedalando: 08:05:23
- Tempo Parado: 03:35:00
- Tempo Total: 11:40:23
- Distância: 126,67Km
- Média: 15,9
- Velocidade Máxima: 69,7 Km/h
- Calorias Consumidas: 2052,4 kcal
- Ascenção Total: 1984m
- Elevação Máxima: 1200,00m (mirante de São Luis do Purunã).
Excelente pedal!!!

Um comentário:

ciclista urbano cwb disse...

Muito linda esta região, a toca da Onça é legal mesmo, a cachoeira atrás do morro do careca entaum é linda. Vlw pela postagem, parabéns.